home       papel de parede       karaokê imagens        vanbasco direct        mapa do site  
CARPENTERS (BRASIL COLLECTION)
w w w.rebelancer.com
Jambalaya
Supestar
IWe've Only Just Begun
Greatest Love Of All
Goodby to Love
Let Me Be The One
Top Of The World
Rainy Days and Mondays
Can't Smile Without You
For All We Know

Procure neste buscador os CDs, DVDs e produtos relacionado a Carpenters

Aguarde o término do fundo musical: em +-200 segundos determinados a página entra
em reload aleatório executando uma nova canção (formato midi, ram, wav, mp3 ou wma)

Legião Urbana 
Roberto Carlos
Beatles 
Carpenters 
Celine Dion 
Andy Gibb
Pholhas
Air Supply
Bon Jovi
Elton John
Bee Gees
The Queen
Bob Dylan 
Bryan Adams
Algreen
Joe Cocker
Whitney Houston 
Guns' N' Roses 
Vangelis
AeroSmith
Scorpions
Creedence
Eric Clapton
Julio Iglesias

Mariah Carey
Phil Collins
Rollingstones
Bread
Barb. Straisand
Rod Stewart
Shirley Bassey
ABBA


  BIOGRAFIA (autoria desconhecida)  
Karen e Richard Carpenter cresceron em New Haven, Connecticut, e mudaron-se mais tarde a Downey, California, educaram-se na Universidade do Estado de California, em Long Beach. E como instrumentistas como eles fizeram as primeiras apresentaçôes públicas, com Richard em piano, Karen em bateria e seu amigo Wes Jacobs em baixo. Em 1966, na competição "A Batalha Das Bandas", em Hollywood Bowl, os três adolescentes tocam "Iced Tea" ("Chá Gelado"), compôs por Richard Carpenter, e "The Girl From Ipanema" ("A Menina de Ipanema") e comquistam o primeiro lugar. Eles recebem mais honores dois anos depois em "The All American College Show", a sua primeira aparição em televisão. Enquanto isso, eles sâo assinados a um contrato com RCA para gravar um disco. Forom feitos quatro cortes de temas instrumentais, mais o trio foi despedido por RCA sem lançar essas cançôes. Em esse momento, quando Karen começa a tomar ao canto tâo seriamente como a bateria, as sementes do som estavam deitadas e emcomtrariam a sua expressâo em um conjunto de seis voces chamado "Spectrum" ("Espectro"). Este primeiro grupo, que inclui os amigos de faculdade de Karen e Richard trabalha em clubes noturnos na área de Los Angeles (como os "Whiskey A Gogo"), mas nâo aparece nenhuma companhia discográfica interessada em contratar o grupo e desintegra-se em 1968. Dois anos antes, Karen e Richard tinham realizado uma sessâo de gravaçâo com Joe Osborn e gravado duas cançôes para seu selo independente chamado "Magic Lamp" ("Lâmpada Mágica") os primeiros registros vocais de Karen. Agora, eles regressam ao estúdio de Osborn, localizado em uma garagem e fazem três melodias mais, esta vez com os dois deles multiplicando suas voces em coro. Com esta demostração, eles vão de companhia em companhia gravadora em uma nova tentativa por ser assinados, e as 11:32 horas da manhâ do día 22 de Abril de 1969, sâo contratados por Herb Albert para A&M Records. A época da frustração já pertence ao pasado. Este é o fim do começo, e o começo de uma década de música maravilhosa: os anos de Carpenters. 1969 Dos primeiros acordes da primeira gravação oficial deles, o som é caracterizado por uma musicalidade impecável, gosto primoroso e um estilo que parece inevitável, orgânico, completamente desenvolvido e pessoal. Um álbum de debute é lançado e disto um disco simples que estala um respeitável 54 no ranking nacional, de forma que o LP é mudado de título, do modesto "Offering" ("Ofrenda") para o mais apropiado "Ticket To Ride" ("Boleto Para Passear"). Já em demanda como um ato de abertura, o duo ajunta uma banda que viaja para lhes ajudar a levar o som ao cenário: Richard em piano elétrico, Karen em bateria, Bob Messenger em baixo elétrico e flauta, Doug Strawn em clarinete elétrico, Gary Sims em guitarra, Tony ("The Bone") Peluso, em guitarra e órgão, Danny Woodhans em baixo elétrico, durante um tempo, Jim Anthony em percussâo. Doug, Danny e Gary (que eram do "Spectrum") também cantam como coro no cenário. Aqueles que vâo nesta época aos concertos de Burt Bacharach, entre outros, tem a oportunidade de ver como estes jovems talentosos vâo caminho ao topo. E que os dias de Carpenters como novatos estavam contados. 1970 O começo de uma década, e o ano no qual Karen e Richard começam um romance mútuo com a sua audiência internacional. "Close To You" ("Junto A Você"), uma canção esquecida de Bacharach e Davis, traz aos Carpenters o seu primeiro disco de ouro. Nenhum dos seus êxitos nos anos seguintes poderiam ultrapassar o que Karen e Richard sentiram ao ver que esta canção escalava ao primeiro lugar em todos os quadros nacionais. Para aqueles que tinham dúvidas, o seguinte simples foi a prova de que o sucesso não era uma casualidade. "We've Only Just Begun" ("Acaba-se De Começar") também vende un milhão de cópias no seu caminho a cima, e ao mesmo tempo se torna na canção que escuta-se quase em todos os casamentos modernos. E como uma espécie de hino para os Carpenters no seu segundo ano frente ao público. O êxito do seu segundo álbum "Close To You" ("Junto A Você") está seguro (de facto, este LP irá em se tornar no melhor vendido dos seus discos editados nos Estados Unidos). Os anos de giras inacabávels começam, complementados por aparicôes em televisâo com Johnny Carson, David Frost, Ed Sullivan, e no tradicional programa "American Bandstand". O duo também é homenageado por "This Is Your Life" ("Isto é sua vida"), enquanto Richard exclama "¡Mas nós somos muito jovens!. Estos êxitos sâo assinados logo para o seu próprio programa televisivo de verão, "Make Your Own Kind Of Music" ("Faça seu próprio tipo de música"), para o qual eles gravam 8 episódios. Ao fim do ano recebem o reconhecimiento deles no mundo da música, como Karen e Richard são nomeados para cinco Premios Grammy, dois deles como Melhores Artistas Novos e Melhor Grupo Vocal. 1971 Este é um ano importante para os admiradores de Karen e Richard, pois é dundado o Clube de Fans de Carpenters. Debaixo da direção de Evelyn Wallace, Rosina Sullivan e Patty Russell, e com Agnes e Harold Carpenter (os pais de Karen e Richard), o clube se torna a fonte oficial de informação no mundo inteiro para uns 10.000 associados, que são atualizados sobre a vida íntima e divertida do duo. O pai dos Carpenters e o primeiro promotor do clube em aqueles dias, e a carta que ele prepara, com novidades, não só fala das atividades profesionais de Richard e Karen, também provê detalhes dos gostos pessoais não disponível de outra maneira. E assim como os seguidores de Karen conhecem sobre o seu gosto por espaguete, salada de frutas e costelas; que o Richard descansa vendo filmes de ficção científica, que Karen adora os cavalos e brinquedos de animais, gosta de cozinhar e fazer bordados; que o Richard colecciona discos velhos de 78 rpm e carros (como o Ferrari GTB 72 da portada do disco "Now And Then" ("De Vez Em Quando"). O terceiro álbum, inevitávelmente titulado "Carpenters" e editado este ano e ganha 1.000.000 de dólares em vendas iniciais. Se torna o álbum número 2 no país e fica entre os 1 primeiros durante 6 meses inteiros, vendendo três milhoês dos discos simples "Superstar" ("Superestrela"), "For All We Know" ("Por Tudo O Que Nós Sabemos") e "Rainy Days And Mondays" ("Dias Chuvosos E Segundas Feiras"). Também recebem três nomeações mais para o Prémio Grammy, ganhando o de "Melhor Interpretação" por este álbum. Em Dezembro, eles são elegidos como "Grupo Musical Do Ano" pela "American Guild Of Variety Artist", um prémio que é entregado durante uma emisão especial do show de Ed Sullivan por CBS. E os fans de Carpenters brindan ao duo um bom presente de Natal, quando "Hurting Each Other" ("Ferindo Um Ao Outro") (editado a 23 dezembro de 1971) se torna o sexto simples de ouro e a sua quarta canção no primeiro lugar. 1972 As apresentações no "Greek Theater" ("Teatro Grego") em Los Angeles e no circuito de hoteis em Las Vegas e Lake Tahoe ampliam a audiência de Carpenters, enquanto que os T.V. espectadores os vêem com Tom Jones no seu "London Bridge Special" e actuando na cerimónia de entrega dos Oscars, cantando a canção nomeada "Bless The Beast And The Children" ("Abençoe Aos Animais E As Crianças"). O grupo realiza uma gira por Austrália, Hong Kong e Japão, onde o Richard e Karen aparecem em um especial visto por uma enorme audiência. Em casa, Carpenters participam em uma série de partidos de softball para beneficio e fazem donativos para a luta contra o cancro com o dinheiro da venda dos seus programas de concerto. Karen é a presidenta honorária do organismo nacional "Youth Against Cancer" ("Juventude Contra O Cancro") e ela e o irmão entregam perssoalmente os fundos recolhidos para a Casa Branca. Os discos simples de 1972 são "It's Going To Take Some Time" ("Vai Levar Algum Tempo") e "Goodbye To Love" ("Adeus Ao Amor"). O quarto álbum é "A Song For You" ("Uma Canção Para Você"). 1973 Richard começa o ano com uma perna quebrada e um pulso, como resultado de um acidente de motocicleta. Embora um especial que preparava-se para a televisão deve ser adiado, o trabalho no álbum novo "Now And Then" ("De Vez Em Quando") continua o día seguinte. Enquanto isso, o simples "Sing" ("Canta") ganha o disco de ouro e Cubby O' Brien une-se a banda durante as giras para tocar a bateria no cenário, junto a Karen. Outro nome muito familiar aparece para os seguidores de Carpenters: John Bettis. Amigo de Richard e Karen desde os dias de faculdade, John cantava em "Spectrum" ao mesmo tempo que ele e Richard trabalhavam en Disneyland como um duo de piano e banjo com estilo ragtime. No tenpo livre, ele escrevia as suas primeiras canções. Agora, os dois começam a escrever em colaboração, e o primeiro êxito deles "Goodbye To Love" ("Adeus Ao Amor") é seguido por outras duas canções: "Yesterday Once More" ("Ontem Mais Uma Vez") e "Top Of The World" ("Topo Do Mundo"). Carpenters regressa para a Casa Branca e cantam para o chanceler alemão, Willy Brandt. Também ganham o prestigioso "Peabody Award" por seus serviços meritórios para a radiodifusão. Na Inglaterra, uma antologia dos simples mais exitosos entra nos rankings e fica ali por dois anos enteiros. Nos Estados Unidos, aparecem o quinto e o sexto LP: "Now And Then" ("De Vez Em Quando") e "The Singles: 1969-1973" ("Os Simples: 1969-1973"), ambos são de platina e número um. 1974 Carpenters recebem uma recepção fenomenal em Japão, onde eles são esperados por uma multidão de 5.000 fans e as entradas para os dezoito concertos esgotam-se em menos de uma hora. Richard cumpre com un velho sonho muito tempo ansiado quando ele faz o seu debute como pianista classico tocando "Warsaw Concerto" ("Concerto De Varsovia") com Arthur Fiedler e os Bostom Pops. O concerto televisado a nivel nacional também inclui a actuação de Carpenters e a sua banda apoiadas pela orquesta. O número do 4 de Julho da revista "Rolling Stone" apresenta na sua portada a Karen e Richard com uma nota de dedicatoria. E em Novembro, a versão do antigo êxito de Marvelettes "Please, Mr. Postman" ("Por Favor, Senhor Carteiro") torna-se na canção número um. 1975 Richard volta a Hollywood Bowl onde tudo começou em 1966. Mas neste tempo, em vez de ser um participante na "Batalha Das Bandas", ele é um condutor de convidado. Passaron 9 anos desde que os Carpenters ganharan aquela competência, e 6 anos desde que os primeiros discos e recitais alcanzaram reconhecimiento internacional. A interminável agenda de tours e gravacôes (que permitiram-lhes só umas breves férias desde 1969) traz como consequência algums problemas de saúde para Karen, quem é forçada a cancelar as giras por Inglaterra e Japão com Carpenters. E o começo da sua anorexia nervosa. Richard, acompanhado por John Bettis, viaja a esses países para se disculpar com os seguidores do grupo através da televisão e a imprensa. No lado bom, dois simples de Carpenters entram nos rankings: "Only Yesterday" ("Só Ontem") e "Solitaire" ("Solitário"), e edita-se também um albúm, "Horizon" ("Horizonte") o qual, alguns críticos pensam que é o que melhor exibe os talentos de Karen e Richard. 1976 Carpenters cumprem o compromiso adiado no London Palladium e o evento é comemorado com a edição de um LP gravado ao vivo na Inglaterra. No regresso a casa, eles gravam finalmente o primeiro espcial para a televisão (o primeiro de vários). O novo álbum "A Kind Of Hush" ("Uma Espécie De Silêncio") ganha o disco de ouro em Junho, enquanto a canção do titulo, gravada inicialmente na década dos 60 por Herman's Hermits, está dentro dos primeiros 20 postos para discos simples. O departamento de Karen em Century City, construido segundo as indicações pessoais dela, está quase pronto. Ela também começa com o que se tornará uma enorme coleção de lembranças de Mickey Mouse. Richard colecciona um número crescente de carros clássicos, particularmente dos anos 50 e 60, que ele guarda na sua propria garagem e que depara-lhe uma quantidade de premios que nada têm que ver com a música. 1977 O maior evento deste ano é a reunião do coro de 50 membros de Gregg Smith com a Orquestra Filarmónica de Los Angeles para o que provavelmente foi a maior sessão de gravação ao vivo de uma canção para um LP de música popular: Karen canta um excerto da ópera "Evita", de Webber y Rice. A gravação, ampliamente coberta pela imprensa, torna-se no punto mais alto do nono (e mais variado) álbum americano de Carpenters: "Passage" ("Passagem"). Eles também gravam um segundo programa para a televisão, "Carpenters At Christmas" ("Carpenters Em Natal"), com convidados especiais como Kristy McNichol e o Coro da Universidade Estatal de California em Long Beach. 1978 O Richard e Karen começan a recolher os frutos da sua carreira no espetáculo, que aproxima-se já aos dez anos. Eles ficam no segundo lugar na lista de Billboard dos melhores 40 artistas da década dos 70. O LP inglês "Singles 1974-1978" ("Os Simples 1974-1978") ganha o disco de platino. Uma bolsa de estudos é estabelecida na Universidade Estatal de California em Long Beach. O seu programa de televisão "Space Encounters" ("Encontros Espaciais") é bem recebido pela audiência. Assim o novo especial de Natal, com convidados como Gene Kelly, Kristy e Jimmy McNichol, Georgia Engel e Peter Pitt. Carpenters também lançam um albúm de Natal que inclui "Merry Christmas, Darling" ("Feliz Natal, Querida") escrito por Richard alguns anos atrás. "Christmas Portrait" ("Retrato De Natal") se torna o oitavo álbum ganhador do disco de ouro. 1979 O dia 22 de Abril, Karen e Richard celebram o décimo aniversário como artistas. Os numerosos e diversos prémios que eles receberam nesse tempo apresentam uma dimensão das suas realizações. As vendas (milhões de cópias vendidas dos discos simples e dos LP em todo o mundo) são outra prova. Os Carpenters ganharam um lugar para sempre na história da música popular americana. Mas este ano eles cancelam todas suas atividades, como um especial de televisão que teria abarcado a historia dos seus primeiros dez anos na indústria do disco. Também suspendem o álbum novo. Richard, procurando recuperar a saúde, toma umas longas férias e visita velhos amigos. Karen viaja a New York e trabalha com o produtor Phil Ramone no seu primeiro álbum como solista. Logo, ela decidirá não lançar o disco. 1980 - 1981 O evento do ano é o programa de TV "Music, Music, Music" ("Música, Música, Música"). O duo Richard Carpenter e John Bettis produz a canção "Because We Are In Love" ("Porque Nós Somos Namorados"), feita especialmente para o casamento de Karen, quem casa com Tom Burris a 31 de Agosoto de 1980, no Beverly Hills Hotel, depois de um corto compromisso. Afinal, um álbum novo é editado (o décimo): "Made In America" ("Feito Na América"). O duo faz uma gira para promocionar este LP por Europa. Eles visitam Paris, Amsterdam, Londres e Hamburgo. Então, eles vão ao Brasil, onde gravam algunas entrevistas para a televisão é visitam estações de rádio. Eles começam a escolher o material para seu próximo álbum. Karen ve-se devastada por seus problemas pessoais: depois de 15 meses de matrimónio, ela separase do seu marido. Logo, viaja a New York para começar um tratamento psiquiátrico no enforço por recuperar-se do seu desordem alimentício. 1982 - 1983 Karen fica a maior parte do ano em New York, debaixo de tratamento. Mas aparentemente, o dano mortal já estava feito. Durante um breve descanso, ela vai a Los Angeles para gravar algunas canções. A música termina a 4 de Fevereiro, quando Karen morre em casa dos seus pais, de um ataque cardíaco causado por a sua anorexia nervosa crónica. Como John Bettis diz: "Ela cantou para nossos corações. Demasiado cedo e demasiado jovem, nossa Karen foi embora, mas a sua voz viverá para sempre...". Os Carpenters se tomaram um dos grupos mais famosos da história, vendendo quase 100 milhões de discos em todo o mundo. A voz de Karen é considerada como "celestial" e ela, como a melhor e mais expressiva cantante da música popular. Carpenters já são um "clássico". Milhões de fans ao redor do mundo ainda estão interessados nas suas vidas, carreiras e suas maravilhosas canções. Desde esse dia escuro e triste em que Karem falecen, o Richard tem permanecido ativo, editando "Voice Of The Heart" ("Voz Do Coração") (1983) que inclui as últimas canções gravadas por Karen durante 1982. Ele também fez um álbum como solista chamado "Time" ("Tempo"), em 1987. Em 1989, foi o produtor executivo do filme de televisão "The Karen Carpenter Story" ("A História Da Karen Carpenter"), que revelou realmente as vidas pessoais do duo e a luta de Karen contra a anorexia nervosa. Esse mesmo ano lançou o álbum "Lovelines", com canções gravadas por Karen que nunca antes tinham sido editadas e com parte do material que ela realizou para seu álbum solista. Ele também re-misturou e re-gravou parte do repertório de Carpenters para a compilação "From The Top" ("Desde O Topo") (1991). Ray Coleman publicou uma biografia definitiva em 1994, com a colaboração de Richard Carpenter. Um grupo de artistas editarom um homenagem a "The Carpenters" com o CD "If I Were A Carpenter" ("Se Eu Fosse Um Carpenter"). Ultimamente, o Richard produziu seu mais recente CD, chamado "Richard Carpenter. Pianist, Arranger, Composer, Conductor" ("Richard Carpenter. Pianista, Arranjador, Compositor, Director"), com uma seleção instrumental dos mais grandes êxitos de Carpenters ver. .. .

DOWNLOAD CARPENTERS Copie aqui 30 arquivos mid emmodo zip (acesso controlado )


1971 - Clube dos Fãs



1981 - 1982l


1982 - A moete de Karen

1983 - Richard anos 83

"Somos parte de um Universo, assim como as estrelas, o Sol, a Lua, a Terra, e
assim, queiramos ou não, a vida segue seu ritmo, como o Criador determinou.
Por isso, devemos nos irmanar, para desfrutarmos de todas benesses e curtirmos
a vida e a liberdade com todo o teor da existência! "
 
  Paz a Humanidade  í
  ou   A grande Jornada  

COPYRIGHT direitos reservados Todo o conteúdo deste site é protegido por copyright, cada uso requer a permissão dos proprietários, muitos colaboradores:artistas, criadores e empresas estão ajudando para o sucesso e divulgação deste projeto e seria impossível no momento descrever todos os donos das 4500 imagens, artes literárias, musicais e demais arquivos disponíveis e seus respectivos direitos de exposições sem fins lucrativos e ao se sentirem lesados enviam e ou processam as reclamações e o nosso mérito é apenas gloriar a todos com suas obras ao público do Mundo, a todos os proprietários de direitos autorais contemplo agradecendo humildemente, principalmente a comunidade Brycetech e outros mais para surgirem.


Banner novos caminhos, projeto e designer de Eraldo Lima
alcançar novos caminhos é a nossa solução


deixe sua presença na galeria ,será eternamente lembrado
livro de visitas
Guest Lemon

free translation
web tradutor
fale conosco
Cadastro
dúvidas
pedidos
 © 2000 - 2007 Rebelancer Brasil - Todos os direitos reservados